Blog de Tradução

Domínio do inglês do mercado de trabalho
06 February 2018

Domínio do inglês – de diferencial a requisito básico no mercado de trabalho

Para aqueles que não possuem domínio do inglês, uma das maiores preocupações atuais, quando o assunto é “procurar emprego”, é achar uma boa vaga de trabalho que não exija conhecimento avançado ou fluente no idioma.

Se no passado o conhecimento no inglês significava apenas um diferencial, daqui a 10 anos, de acordo com pesquisa feita pela Page Personnel – empresa de recrutamento e seleção -, dominar o inglês passará a ser requisito básico no mercado de trabalho. Assim, tanto os profissionais que já estão no mercado quanto os recém-formados e estudantes devem colocar o estudo do idioma como uma prioridade.

“Não tive oportunidade para estudar inglês, e agora?”

Como nem todos os profissionais possuem a oportunidade de se dedicar a esse estudo, seja por falta de tempo ou de dinheiro, é importante ressaltar que, durante uma entrevista, é de extrema importância que o candidato seja sincero ao dizer que não tem o conhecimento esperado. Também é necessário demonstrar outras habilidades exigidas pela vaga, com o objetivo de suprir a falta do domínio do inglês.

Além disso, é indicado que o profissional se mostre interessado em aprender o idioma, deixando claro que, em um determinado espaço de tempo, poderá atingir às expectativas da empresa. Essa atitude fará com que se destaque dos demais candidatos, já que, de acordo com o comitê de educação da ABF (Associação Brasileira do Franchising), 90% da população não estudam ou não tem a intenção de estudar algum idioma em curto prazo.

Por fim, se as condições financeiras não permitirem que o profissional se matricule em um curso de idiomas, indicamos que ele opte por maneiras gratuitas para estudar a língua – há diversos aplicativos que facilitam o estudo do inglês, como já mencionamos nesse artigo. Outra opção é criar uma “rotina de convivência com o inglês”, com disciplina para estudar a língua assistindo vídeos, ouvindo música ou lendo.

Com dedicação, torna-se possível obter conhecimento e aumentar o domínio do idioma inglês. Mas caso a sua intenção seja trabalhar como tradutor livre, tradutor técnico ou tradutor juramentado, a fluência em pelo menos um idioma estrangeiro – que não necessariamente o inglês – é indispensável, sendo preciso muito estudo, prática e, preferencialmente, vivência no exterior. Se esse for o seu caso e você tiver dúvidas por onde começar, entre em contato com a Korn Traduções! Será um prazer ajudá-lo a conhecer mais sobre o mercado de tradução!