Blog de Tradução

10 dezembro 2014

Filmes, seriados e suas traduções

Muitos dos filmes que assistimos são americanos e, portanto, com texto e título em inglês. Quando lançados em outras partes do mundo, versões dubladas e legendadas são criadas, além das traduções do próprio título que, na maioria das vezes, não correspondem ao original. O filme “The Hangover” (A Ressaca) foi traduzido para o português como “Se beber, não case”. Da mesma forma, “Lost in Translation” (Perdidos na Tradução) virou “Encontros e Desencontros”.

Isso acontece porque é necessário criar identificação entre o nome do filme e o público do país. Não podemos negar que “Se beber, não case” traduz melhor o estilo do filme, que é uma comédia, do que a tradução literal, “A Ressaca”, título que poderia levar o público a imaginar que o filme fosse um drama ou suspense. Ou seja, a tradução do título é pensada pelo viés comercial, respeitando o conteúdo do filme. Aqui, vale a máxima que a Korn Traduções sempre defende: para realizar um serviço de tradução, não basta dominar o idioma, é preciso entender o contexto e realizar adaptações sem que a tradução perca o sentido.

Mas os americanos também são os campeões em produção de seriados, que são assistidos por pessoas do mundo todo. Porém, ao contrário dos filmes, os seriados não costumam ter seus títulos traduzidos, embora, às vezes, os subtítulos sejam adaptados para outro idioma. Como exemplos, podemos citar “The Big Bang Theory”, “Breaking Bad”, “Game of Thrones” ou a nova série, “Stalkers”.

Por que os títulos dos seriados não possuem traduções?

Diferente dos filmes, os seriados são produzidos sem interrupções, em formato de temporadas. Cada temporada é composta por alguns capítulos e, ao final, em um curto intervalo de tempo, outra temporada é lançada, como continuação da anterior.

Um seriado pode ser acompanhado por pessoas de qualquer parte do mundo e, se a nova temporada ainda não tiver sido disponibilizada para determinadas regiões, é possível ter acesso pela internet às séries no idioma original. Assim, os seriados fazem parte do dia a dia das pessoas, mundialmente, por anos. Há troca de informações, spoilers (quando pessoas que já assistiram ao seriado contam o final para quem ainda não assistiu) e discussões sobre o desenrolar da série, que podem acontecer, inclusive, via redes sociais ou fóruns virtuais, entre pessoas que não se conhecem, não moram no mesmo país e falam idiomas diferentes.

Essa conexão fica mais fácil quando o seriado possui o mesmo título ao invés de ser conhecido, em cada parte do mundo, por um nome diferente. Nesse caso, todos passam a falar a mesma língua, afinal, é muito mais fácil conversar sobre “Breaking Bad” em lugar de “Liberando o Mal”, em português ou “Hacerse Malo”, em espanhol. Concordam?

Tradução para o português de filmes e seriados americanos

Embora os seriados tenham tradução do inglês para o português, seus títulos costumam permanecer no idioma original, diferente do que acontece com os filmes, que têm os títulos adaptados para outros idiomas.