Erros de tradução: constrangimentos e prejuízos - Por Korn Traduções

BLOG DE TRADUÇÃO

Erros de tradução: constrangimentos e prejuízos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Erros de tradução - Por Korn Traduções

Erros de tradução. Mais do que constrangedores, causam prejuízos financeiros e morais.

Já mencionamos aqui o pior caso de tradução da história, que tem relação direta com a Bomba de Hiroshima.

Também já falamos sobre um trabalhador palestino que teve sua prisão motivada por um erro de tradução

Mas existem diversas outras histórias e casos envolvendo esse tipo de deslize. O que torna tão comum esses erros é o fato de palavras, frases ou mensagens terem suas traduções realizadas por pessoas sem fluência nos idiomas envolvidos.

Essa fluência não se refere apenas ao vocabulário, gramática e grafia, mas também ao entendimento mais pleno sobre a cultura do local ao qual essa tradução se destina.

E foi exatamente por isso que alguns dos exemplos compartilhados abaixo viraram cases de erros de traduções. Veja:

. Erro de tradução provocou diagnóstico médico errado:

Em 1980, há quase 40 anos, um adolescente estrangeiro chegou ao hospital da Flórida com quadro de envenenamento. Sua família, que só falava espanhol, conversou com um funcionário bilíngue do hospital, que entendeu que o paciente estava intoxicated. Em inglês, esse termo é usado para situações que envolvem álcool e drogas, não veneno. Por conta disso, os médicos o trataram de maneira errada e, quando entenderam o real motivo da situação do adolescente, era tarde demais: o paciente ficou com sequelas e a família processou o hospital, ganhando 71 milhões de indenização.

. Traduções ao pé da letra x expressão idiomática:

Em alguns casos, as traduções das palavras de uma frase estão corretas, mas, no contexto, o sentido muda, caracterizando um erro de tradução.

Foi o que aconteceu quando, em 1977, a companhia aérea Braniff Airlines iniciou a divulgação de sua luxuosa primeira classe, que tinha assentos de couro. O slogan da campanha era “Fly in Leather” ou, na sua tradução, “Voe em Couro”. Em espanhol, a expressão ficou “Vuela en cuero”. O que o tradutor não sabia é que “en cuero” é uma expressão idiomática para a palavra “pelado”. Esse “pequeno” erro fez com que as vendas da companhia aérea caíssem até a campanha ser retirada do ar.

. É possível que nativos cometam erros de traduções?

Sim, é possível! E, como exemplo, temos a Electrolux, empresa sueca que, nos anos 70, decidiu iniciar a comercialização de seu aspirador de pó nos Estados Unidos. Para isso, contratou uma agência inglesa, garantindo que a sua nova campanha fosse criada em inglês, idioma nativo do país que receberia seu produto.

O slogan criado foi “Nothing sucks like Electrolux“. Na tradução: “Nada aspira como Electrolux”. Os nativos ingleses, no entanto, esqueceram-se de que, nos Estados Unidos, “to suck” é uma gíria para definir “uma porcaria”. Assim, quando a campanha chegou ao país, os potenciais clientes entenderam que “Nada era uma porcaria como Electrolux”. Nem precisa dizer que o lançamento foi um fracasso!

Para evitar que constrangimentos e prejuízos como esses aconteçam, a melhor alternativa é sempre contratar profissionais de tradução. São eles que, além de terem fluência em um ou mais idiomas, estudam para conhecerem, também, as culturas dos mais diversos países, sabendo escolher as palavras e expressões certas para suas traduções.

Nós, da Korn Traduções, temos tradutores preparados e especializados em traduções juramentadas, técnicas e livres. Precisando de um orçamento, conte conosco, a sua empresa de tradução.

[:]

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Korn Traduções

Korn Traduções

Últimos Posts

Siga

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email