Blog de Tradução

Erros de tradução
16 janeiro 2018

Erro de tradução ocasiona prisão de trabalhador palestino

Já falamos aqui sobre erros de tradução e as consequências negativas que podem gerar, dependendo do contexto em que acontecerem.

Um dos exemplos que citamos foi o acordo comercial entre o Mercosul e cinco países africanos, que não foi validado por conter 205 erros de tradução.

Sem dúvida, as consequências, nesse caso, foram graves. Mas e se falarmos que uma tradução equivocada provocou, recentemente, a prisão de um palestino pela polícia de Israel?

E o motivo não teve a ver com os conflitos existentes entre os dois países, mas sim com uma errada tradução feita automaticamente por uma rede social.

O trabalhador palestino postou uma foto ao lado de uma escavadeira, no canteiro de obras na Cisjordânia, perto de Jerusalém, e, na legenda, escreveu “bom dia” em árabe. A tradução automática, no entanto, mostrou a palavra “atacá-los”, ao traduzir para o hebraico, e “machucá-los”, na tradução para o inglês. Quando a polícia israelense ficou sabendo, o alerta surgiu e a prisão do cidadão foi decretada.

Mas, afinal, por que essa confusão na tradução?

Em primeiro lugar, o fato da tradução ter sido feita por uma ferramenta ajudou no engano, já que não há análise de contexto, nem pesquisa mais profunda sobre o real significado da palavra – ações que, caso a tradução tivesse sido feita por um profissional da área, poderiam ter sido colocadas em prática.

Em segundo lugar, porque os caracteres utilizados no idioma árabe são diferentes daqueles da língua inglesa, tornando necessária a chamada transliteração, que é o mapeamento e a transcrição de um sistema de escrita para outro. E a transliteração automática para o inglês, utilizada pela rede social, não existe em árabe, resultando em um resultado parecido com o verbo “machucar” – daí a tradução ter sido tão diferente do real significado da palavra.

O erro da tradução só foi percebido após o trabalhador ter sido interrogado por algumas horas para que os policiais percebessem o engano e o liberassem.

Além dos policiais terem admitido o erro, confirmando que, na transliteração correta da legenda, realmente estava escrito “bom dia”, o Facebook também se pronunciou em relação ao episódio, enviando uma nota que dizia: “Infelizmente, nosso sistema de tradução cometeu um erro na semana passada ao interpretar incorretamente o que um indivíduo publicou. Apesar de nossos tradutores estarem melhorando a cada dia, erros como este acontecem ocasionalmente e nós já tomamos todas as medidas para resolver essa questão especificamente. Pedimos desculpas a ele (palestino) e a sua família pelo erro e pelos problemas causados.”

No final, tudo foi esclarecido, mas esse caso reforça uma questão importante: tradução confiável e de qualidade deve ser feita sempre por um tradutor profissional. Por isso, quando precisar de serviços de tradução, conte com a Korn Traduções!